Gestão de Terceiros

Gestão de Terceiros

O Gerenciamento de empresas e funcionários terceiros, tem sido uma das áreas de maior crescimento em nosso seguimento de atuação. Lastreado pelo crescimento da preocupação de empresas, de todos os seguimentos, de se focar em seu negócio principal, e delegando a empresas especializadas, a execução de atividades essenciais, porém não ligadas a sua atividade fim.

A EXECUTIVA OUTSOURCING, foi a primeira empresa a oferecer no mercado o projeto de Gerenciamento de empresas e funcionários terceiros. Nossa metodologia aplica a sistemática reconhecida de processos de auditoria.

Através de nosso sistema de gerenciamento SG3, desenvolvido por equipe própria de TI, controlamos e auditamos toda a documentação pertinente a relação com terceiros, aplicando os mais recentes conceitos de legislação e análise.

Auditamos e controlamos toda a documentação necessária, sua temporalidade, com disparo automático de e-mail’s/workflow de cobrança de pendências, e de indicação de procedimentos para regularização das eventuais não conformidades.

Calculamos as estimativas de passivo, quando são identificadas situações em desacordo com a legislação aplicável, entre outras facilidades que nossa metodologia de Gestão a vista proporciona.

Este módulo permite a contratação nas seguintes modalidades de negócios:

  • B.S.P. Business Service Provider
  • B.P.O. Business Process Outsourcing
  • SaaS - Software as a Service

Últimas do Blog

  • letras

    Circular CEF nº 761/2017

    Foi publicada no DOU de hoje, 17.4.2017, a Circular CEF nº 761/2017 para aprovar e divulgar o cronograma de implantação e a versão 2.2.01 do Leiaute eSocial. O cronograma de implantação, referente aos eventos aplicáveis ao FGTS, se dará da seguinte forma: a) a partir de 1º.1.2018 para o empregador com faturamento no […]

  • gorjeta

    LEI Nº 13.419, DE 13 DE MARÇO DE 2017.

    Altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada pelo Decreto-Lei no 5.452, de 1o de maio de 1943, para disciplinar o rateio, entre empregados, da cobrança adicional sobre as despesas em bares, restaurantes, hotéis, motéis e estabelecimentos similares.     O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu […]

  • doenca_01

    Empresa não deve pagar salários entre alta previdenciária e restauração de benefício

      19 de março de 2017, 14h25     A legislação previdenciária diz que a responsabilidade do empregador pelo pagamento dos salários, em caso de enfermidade do empregado, se limita aos 15 primeiros dias do afastamento. Portanto, se o trabalhador deixou de receber o auxílio-doença, mesmo ainda estando incapacitado para o trabalho, o empregador […]